Desvendando a Inteligência Artificial do Google. Conheça o Bard!

Aqui você vai entender de forma mais simplificada o que realmente é o Bard e como essa inteligência artificial pode te ajudar e como fazer isso.

Depois do boom do ChatGPT no fim de 2022, é hora de o mercado se deparar com o Bard, tecnologia desenvolvida pelo Google. Ele é a aposta da big tech na corrida global pelo desenvolvimento de Inteligência Artificial (IA).

Ainda que o seu modo de uso seja similar ao modelo da Open AI, o assistente do Google apresenta algumas diferenças — como a citação de fontes, por exemplo.

A seguir, você confere detalhes sobre o Bard e como pode utilizar a IA para agilizar a sua rotina de trabalho:

Siga com a gente e boa leitura!

O que é o Bard do Google? Como funciona?

O Bard é uma tecnologia do Google que faz parte do universo da Inteligência Artificial. A sua principal função é colaborar com os usuários por meio de conversas e interações a fim potencializar ideias e oferecer assistência em diversas tarefas.

O funcionamento do Bard é baseado em um modelo de linguagem chamado PaLM 2, criado pela big tech. Ele é alimentado com uma vasta quantidade de texto humano, permitindo o aprendizado de padrões da linguagem e previsão de respostas. 

O Google se preocupa em desenvolver tecnologias de IA com responsabilidade, seguindo princípios que visam resolver problemas importantes e beneficiar os usuários. Por isso, o Bard é acompanhado por controles de segurança e mecanismos transparentes de feedback, para garantir o uso seguro e útil.

Quais são as funções do Bard? Como ele pode otimizar meu trabalho?

O Bard oferece vários recursos importantes. Eles podem ser úteis para uma variedade de tarefas e necessidades em seu dia a dia. A seguir, você confere algumas funcionalidades do assistente de IA:

Colaboração criativa

Uma das principais funções do Bard é colaborar criativamente com os usuários. Isto é, ele pode auxiliar na criação de conteúdo escrito, como e-mails, convites e até mesmo na geração de ideias para eventos ou projetos.

Assistência em programação

A tecnologia do Google também pode ser uma ajuda para programadores e desenvolvedores. O Bard é capaz de oferecer suporte em tarefas relacionadas à programação, fornecendo código e explicações. Vale destacar que é importante ter conhecimentos na área para verificar e testar o código gerado, está bem?

Pesquisa e acesso à informação

O Bard possui integração com a Pesquisa Google, permitindo que os usuários acessem facilmente informações da internet. Ele pode direcionar para fontes relevantes e responder a perguntas com base em seu vasto conhecimento.

Nesse ponto, é necessário destacar que a tecnologia é experimental. Ela avisa insistentemente que “algumas das respostas podem não ser precisas”. Portanto, sempre se certifique sobre a veracidade das informações prestadas pelo assistente.

Assistência em decisões

A tecnologia pode ser um colaborador e tanto para quando você estiver enfrentando uma decisão no seu dia a dia. Desse modo, o Bard ajuda a listar prós e contras, fornecer informações relevantes e auxiliar na análise das opções disponíveis.

Citação de fontes

O assistente do Google faz o esforço de citar fontes quando fornece informações diretamente de uma página da web ou de outras fontes reconhecidas. Isso ajuda a garantir a transparência e a credibilidade das respostas fornecidas.

Feedback e aprimoramento

O Bard está em constante evolução, e os usuários desempenham um papel fundamental no seu aprimoramento. Os feedbacks recebidos são utilizados para melhorar a qualidade, segurança e precisão das respostas.

Assistência em diversas áreas

Por fim, o Bard pode ser útil em uma ampla gama de áreas, desde a criação de conteúdo até o suporte em tarefas rotineiras. Assim, a sua versatilidade permite que ele seja uma ferramenta valiosa para diferentes necessidades.

Quais são as diferenças entre o Bard e o Chat GPT?

O ChatGPT e o Bard são duas tecnologias de Inteligência Artificial. Entretanto, elas apresentam algumas diferenças entre si; confira:

Propósito 

  • ChatGPT: é projetado para interações de bate-papo e conversas informais. É ideal para responder a perguntas, fornecer informações e realizar tarefas com base em comandos de texto.
  • Bard: tem um foco mais amplo, sendo projetado para colaboração e assistência em várias atividades, como pesquisa, programação e tomada de decisões.

Nível de maturidade

  • ChatGPT: é uma tecnologia que passou por várias iterações e é amplamente utilizada para várias finalidades.
  • Bard: está em fase experimental, o que significa que ainda permanece em um estágio inicial de desenvolvimento.

Transparência

  • ChatGPT: geralmente, não aponta as fontes das respostas fornecidas. 
  • Bard: cita a fonte quando fornece informações diretas de páginas da web ou outras fontes reconhecidas.

Comunidade

  • ChatGPT: é mais popular e, portanto, é mais fácil encontrar informações, dicas e prompts para usar melhor a ferramenta.
  • Bard: ainda é pouco utilizado; dessa forma, não existe muito suporte de comunidade para os usuários.

Em resumo, o ChatGPT é mais voltado para conversas de bate-papo e respostas a perguntas gerais; entretanto, ele peca na transparência. O Bard, por sua vez, tem um escopo mais amplo, mas tem uma comunidade ainda restrita.

Pontos de atenção do Bard

Embora o Bard seja uma tecnologia promissora, é importante reconhecer as suas limitações. Veja, então, algumas considerações cruciais relacionadas à segurança e privacidade ao utilizá-lo:

Segurança dos dados

O Google coloca ênfase na segurança dos dados dos usuários. No entanto, ao usar o Bard, é importante estar ciente de que suas consultas podem ser registradas e usadas para aprimorar o assistente. Certifique-se de não compartilhar informações confidenciais ou pessoais sensíveis.

Privacidade

O Bard, assim como outras tecnologias de IA, pode processar dados pessoais para entender as necessidades dos usuários. Logo, é importante revisar e entender as políticas de privacidade relacionadas ao assistente para compreender como seus dados são tratados.

Riscos potenciais

Ainda que o Bard tenha controles de segurança integrados, ele não é imune a riscos. Os usuários devem estar cientes de que informações imprecisas podem ser geradas em algumas situações. Desse modo, é essencial manter a vigilância e a responsabilidade ao usar o Bard.

Como usar o Bard no Google?

Você se interessou em experimentar e conhecer mais o assistente? Veja como é fácil utilizá-lo: 

  1. visite a página do Bard
  2. certifique-se de acessá-la logado em sua conta do Google; 
  3. e, pronto! Você já está na página do recurso.

A partir daí, o assistente pode oferecer respostas e assistência relacionadas à sua consulta. Ele é capaz de colaborar com o usuário de diferentes maneiras, como visto.

Uma dica é: mantenha uma interação natural com o Bard, fazendo perguntas ou solicitando ajuda conforme necessário. 

Se desejar acessar informações adicionais da internet, o assistente oferece a opção “Pesquisar no Google”. Clicando nela, você pode explorar mais resultados e fontes externas para complementar suas buscas.

Lembre-se de que o Bard ainda está em fase experimental. Portanto, use-o com atenção e verifique as respostas obtidas. 

Você pode contribuir para o aprimoramento do assistente dando feedback sobre sua experiência. Os comentários dos usuários são relevantes para o Google no processo de melhoria contínua da tecnologia de IA.

Aproveite as funcionalidades do Bard para otimizar suas tarefas e acessar informações de maneira eficiente, tornando-o uma ferramenta útil em seu cotidiano de trabalho e pesquisa.

Quer saber mais sobre? Então, saiba a importância da ferramenta de chat no seu site!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Sobre o Autor

Deixe um comentário