Google Ads – vale a pena investir em anúncio pago?

Entenda mais sobre anúncio pago com Google Ads e os retornos possíveis com essa estratégia no seu negócio.

Todo e qualquer investimento realizado por uma empresa tem como objetivo a melhoria do negócio, não é verdade? Independentemente da meta traçada, o esperado é que o valor investido retorne em algo positivo para a organização, certo?

Com o Google Ads não seria diferente. Assim, ao criar campanhas e anúncios na plataforma, a marca espera ter algum retorno sobre o dinheiro aplicado. Nesse sentido, é preciso entender se as ações realizadas são efetivamente lucrativas para a empresa.

Neste conteúdo, vamos descobrir se realmente vale a pena investir em anúncios pagos feitos no Google. Confira:

Boa leitura!

Relembrando as principais características do Google Ads

Antes de prosseguirmos com a questão do investimento, é importante retomar algumas características específicas do Google Ads, está bem?

Esse é um serviço disponibilizado pelo Google para empresas, marcas e pessoas que desejam aumentar a sua visibilidade na internet. Assim, a companhia oferece aos anunciantes espaços digitais para que campanhas e anúncios sejam feitos.

Um dos métodos mais comuns para o pagamento por anúncios é o custo por clique – o famoso CPC. Ao optar por ele, o anunciante paga apenas pelos cliques realizados nas campanhas publicadas.

Mas, além desse formato de cobrança, também é possível pagar por impressão, engajamento, entre outros modelos. 

Os principais locais para a disponibilização de ads são: redes de pesquisa, redes de display e vídeo.

Confira este completo conteúdo que preparamos para você sobre o Google Ads.

Qual é o retorno do Google Ads?

Assim como acontece com qualquer tipo de investimento, encontramos o retorno comparando o valor obtido em função do valor aplicado. Em relação à publicidade digital realizada por intermédio do Google, é preciso estar atento aos seguintes elementos:

  • Receita direta gerada pelos anúncios
  • Custo dos produtos vendidos – inclusive, com campanhas

Com esses dados, será possível chegar ao ROI do Google Ads – isto é, o retorno sobre o investimento em campanhas na internet. O seu cálculo é bastante simples, veja:

ROI do Google Ads = (receita – custo dos produtos vendidos) ÷ custo dos produtos vendidos

Considere o seguinte exemplo:

Uma empresa faturou R$12 mil após a realização de uma campanha com o Google Ads. Seus custos com os produtos foram de R$5,5 mil e o investimento foi de R$2,5 mil em anúncios digitais. Logo, o retorno sobre o investimento é de:

ROI do Google Ads = (R$12 mil – (R$5,5 mil + R$2,5 mil) ÷ (R$5,5 mil+R$2,5 mil) = 0,5 ou 50%

Nesse caso, a organização teve um retorno sobre o investimento de 50%. Ou seja, considerando todas as vendas e os custos necessários para que elas acontecessem, houve saldo positivo.

Então, para saber qual é o ROI, é preciso ter em mãos dados relacionados à receita obtida diretamente com a utilização dos anúncios, os custos envolvidos com as mercadorias e, por fim, o valor aplicado em anúncios. 

A própria plataforma de publicidade digital disponibiliza as informações relacionadas às conversões e ao dinheiro investido. Portanto, basta fazer o cálculo para descobrir qual é o retorno com o Google Ads.

Investimento em anúncios: quanto aplicar no Google Ads para ter retorno?

De acordo com o Painel Cenp-Meios 2022, a verba destinada para a internet é a segunda maior no orçamento de agências de publicidade do país. Assim, 31% do valor é usado em campanhas digitais. 

Ainda que alguns profissionais indiquem que existe um número ou porcentagem ideal para investir no Google, esse dado está relacionado a uma série de fatores particulares.

O primeiro ponto a ser observado é o orçamento que a empresa tem disponível para tal ação. Evidentemente, quanto mais dinheiro puder ser aplicado em publicidade digital, maiores são as possibilidades de que a empresa apareça para o público-alvo desejado. 

Entretanto, quantidade nem sempre está relacionada à qualidade; por isso, até mesmo verbas reduzidas e bem aplicadas podem ter sucesso no Google Ads.

Outra pontuação que precisa ser levada em consideração é o tempo de experiência com o assunto – afinal, erros nesse contexto podem significar verdadeiros prejuízos para a empresa.

Negócios iniciantes na internet e que ainda não foram validados, por exemplo, não tem muitas muitas informações sólidas para fazer um investimento robusto. Portanto, é interessante “sentir o mercado” para, então, aumentar gradativamente o valor aplicado nas campanhas.

Além disso, é altamente recomendável fazer a utilização de mão de obra devidamente capacitada em Google Ads. Dessa maneira, procure um profissional qualificado para fazer a gestão de tráfego.

É preciso, também, considerar o mercado no qual a empresa está inserida. Se o produto ou serviço é específico de um nicho bem delimitado, o custo para chegar até ele pode ser alto. Em contrapartida, ofertas de massa são mais facilmente diluídas – porém, podem ter alta concorrência.

Assim, é necessário analisar com cuidado o orçamento da empresa, a sua experiência na área, mão de obra disponível e mercado para descobrir o valor a ser investido em Google Ads.

É possível vender na internet sem depender de anúncios?

Em um mundo ideal, todas as empresas teriam um orçamento de marketing “recheado” para dividir as campanhas e anúncios entre diferentes canais, não é verdade? 

Mas, nem sempre isso é possível e, em dados momentos, a organização tem que tomar a decisão e dar uma pausa na publicidade digital. Então, será que é possível ter bons resultados na internet mesmo sem o uso do Google Ads?

Essa também é uma pergunta que depende de inúmeros fatores para ser respondida. Entretanto, existem algumas técnicas que podem facilitar a visibilidade dos sites na web, ainda que não haja a veiculação de campanhas digitais pagas; estamos falando do SXO.

SXO é a junção de dois termos: SEO e UX.

  • SEO – Search Engine Optimization: técnicas que colaboram para que as páginas e os conteúdos de um website sejam mais facilmente encontrados pelo público-alvo, tornando a publicação amigável aos buscadores – especialmente, o Google;
  • UX – User Experience: técnicas que permitem o estudo aprofundado sobre a experiência do usuário e de maneiras para proporcionar a ele uma excelente navegação.

Utilizando o SXO, são maiores as chances do website ranquear no Google, aparecer com mais facilidade para as pessoas de interesse da marca e gerar uma ótima experiência.

Saiba detalhes sobre o SXO.

Afinal, vale a pena investir em Google Ads?

Depois de todas essas informações que trouxemos para você, voltamos à principal questão do conteúdo: será que é realmente lucrativo investir em publicidade digital?

Como você pode observar, existem variáveis que influenciam o ROI do Google Ads. Portanto, é preciso considerar os fatores e fazer o cálculo para entender se o dinheiro aplicado nas campanhas e nos anúncios realmente gera resultados positivos ao seu negócio.

Após algumas veiculações negativas, é interessante reavaliar as estratégias e métodos utilizados durante a operação.

No mais, vale reforçar que existem outras técnicas, como o SXO, que colaboram para o sucesso do website na internet, independentemente do Google Ads. 

Gostou das informações e quer saber como o seu projeto digital pode ter sucesso na internet? Então, continue com a sua leitura pelo blog da Criação .cc.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Sobre o Autor

Deixe um comentário