Quais são os indicadores para saber se o conteúdo digital é bom e tem qualidade?

Escrever um conteúdo de qualidade tem diferente técnicas possíveis, porém existem alguns indicadores que podem te ajudar ainda mais, confira mais.

A internet recebe diariamente milhões de novas publicações. Seja nas redes sociais, nos blogs ou em outros meios, muitas pessoas estão engajadas na produção de materiais. Diante desse cenário altamente competitivo, as marcas precisam produzir com qualidade para se destacar frente a concorrência, certo?

Mas, afinal, quais são os indicadores que apontam que um conteúdo é realmente bom? Alguns critérios usados pelo Google — maior buscador da web — e certas métricas nos ajudam a entender o que tem mais chances de “funcionar” no universo digital. Confira:

Ao final desta leitura, você terá conhecido os principais indicadores da atualidade para saber se o seu conteúdo é realmente bom. Por isso, fique com a gente e entenda o assunto!

O que determina a qualidade de um conteúdo na internet?

De modo geral, textos, imagens e vídeos devem atender a critérios específicos para serem considerados bons na web. Eles precisam responder aos anseios e demandas dos usuários e, ao mesmo tempo, se adequar a certos requisitos dos mecanismos de busca. 

Inclusive, a justificativa dos buscadores (como o Google) é mostrar com mais frequência para as pessoas aquilo que atenda as suas expectativas.

Por isso, os produtores de conteúdo precisam criar valor real para o público, atendendo a determinados parâmetros. É aqui que entra a otimização para os mecanismos de busca — o famoso Search Engine Optimization (SEO).

As técnicas de SEO ajudam a impulsionar o post para as primeiras páginas de resultados, aumentando o tráfego e, consequentemente, as conversões.

Essa otimização é fundamental para a visibilidade e relevância da marca na web. Ao seguir práticas adequadas, como uso de palavras-chave relevantes, título e meta descrição atrativos, a publicação ganha destaque. Isso acontece porque os buscadores reconhecem sua importância e tendem a exibi-la mais.

Além disso, vale destacar que a qualidade das produções é medida pela capacidade de informar, educar ou entreter o público-alvo. Textos bem escritos, claros e concisos, com informações precisas e atualizadas, por exemplo, tendem a atrair e reter a atenção dos usuários.

Quais são os indicadores para saber se meu conteúdo e bom?

Agora que você já tem uma visão mais ampla sobre qualidade do post, vamos aprofundar nossos conhecimentos a respeito de outros critérios. A seguir, você conhecerá diretrizes que o guiarão para criar  bons materiais para a internet!

Google Helpful Content

Entender como a big tech avalia a utilidade do conteúdo é essencial para que as publicações se destaquem nos resultados de pesquisa. Então, você tem que conhecer o Google Helpful Content.

É interessante notar que não há um único sistema usado para determinar a utilidade do material. Em vez disso, o buscador emprega uma variedade de indicadores e sistemas em suas classificações. 

Para criar conteúdo útil, confiável e que prioriza as pessoas, o Google recomenda fazer uma autoavaliação. Para isso, ele levanta algumas perguntas, como:

  • O material apresenta análises relevantes ou informações interessantes e originais?
  • Você tem um público-alvo atual ou pretendido para a empresa ou site que acharia o conteúdo útil se entrasse em contato diretamente com ele?
  • Se alguém pesquisar o site, a pessoa vai ter a impressão de que ele é confiável ou reconhecido como autoridade no assunto?

Ainda segundo o Google, a presença de material irrelevante pode afetar negativamente o desempenho do site. Portanto, a big tech recomenda a remoção de conteúdo sem relevância para o público. Isso contribui para melhorar a performance das demais páginas nos resultados de pesquisa. 

Google E-E-A-T

Outra diretriz a que você deve se atentar para criar conteúdo realmente bom é o Google E-E-A-T (Expertise, Experience, Authoritativeness, Trustworthiness). Segui-las poderá ajudar no ranqueamento das publicações.

O processo de otimização deve considerar pontos-chave:

  • especialização (E): destaque a expertise dos autores, ressaltando suas qualificações e certificações;
  • experiência (E): demonstre que o material é baseado em experiência prática, utilizando exemplos reais e casos de sucesso;
  • autoridade (A): construa uma reputação sólida com estratégias de link building, aumentando a autoridade do domínio;
  • confiabilidade (T): mostre que as informações fornecidas são confiáveis, citando fontes e fornecendo dados precisos e atualizados.

Executar ações como essas fortalece a reputação do site na internet e pode melhorar o seu desempenho em termos de SEO. Logo, há mais chances de um conteúdo ser considerado bom pelo Google e, consequentemente, crescem as chances de ser encontrado na web.

Audiência

Por fim, é fundamental manter-se atento ao modo como as pessoas respondem às publicações. Existem certos indicadores que refletem o nível de engajamento, relevância e satisfação dos usuários. Aqui estão alguns deles:

  • CTR: proporção de cliques em relação a visualizações;
  • taxa de rejeição: porcentagem de usuários que saem sem interagir com outros materiais;
  • tempo médio de permanência: duração da interação das pessoas;
  • comentários e feedback: opiniões dos usuários sobre o conteúdo;
  • compartilhamentos sociais: número de compartilhamentos em plataformas, como Instagram;
  • taxa de conversão: medida da eficácia em gerar ações específicas.

A análise dessas métricas é importante para a compreensão da relação do público com o material publicado. Assim, será mais fácil identificar áreas de melhoria visando garantir a continuidade da qualidade e relevância dos textos.

Como criar conteúdo realmente bom para web?

Google Helpful Content, E-E-A-T e indicadores relacionados ao target a são bastante úteis na construção de materiais de qualidade. Mas, como criá-los, na prática? Veja três passos:

1. Compreenda a audiência

Antes de começar as produções, mergulhe na mente do público. Para isso, estude dados demográficos e feedback dos usuários para entender quem é a potencial audiência, quais são seus interesses, necessidades e desafios.

Logo, você poderá adaptar as criações a fim de atender a demandas específicas, garantindo mais relevância e engajamento das pessoas que o acompanham.

2. Ofereça valor e relevância

O conteúdo de qualidade deve ser útil e relevante para a audiência, como você conferiu. Portanto, concentre-se em fornecer informações valiosas, educativas ou inspiradoras capazes de resolver problemas do público-alvo. São exemplos: tutoriais, guias, análises detalhadas e dicas práticas. 

A oferta de valor nos posts estabelece a autoridade da marca no assunto e constrói uma relação de confiança com os indivíduos, incentivando o engajamento e a fidelidade à marca.

3. Seja autêntico e original

A originalidade é a chave para se destacar na internet. Dessa forma, evite simplesmente copiar ou reproduzir conteúdo de outros websites porque isso tem potencial para prejudicar a credibilidade e reputação. 

Em vez disso, desenvolva uma voz própria e estilo único. Seja autêntico nas comunicações, compartilhando experiências, opiniões e perspectivas genuínas. Isso tornará o material mais interessante e envolvente, além de ajudar a construir uma conexão emocional forte com a audiência. 

Como você conferiu, certas diretrizes e indicadores ajudam na construção de um conteúdo genuinamente bom para a internet. Otimização de SEO, Google Helpful Content e E-E-A-T, entre outros, colaboram para a elaboração de materiais de qualidade para a web.

Para negócios se destacarem no digital, é preciso ir além dessas técnicas. Você quer saber o que fazer para ter sucesso nesse ambiente? Então, conheça as soluções em desenvolvimento de websites da Criação .cc!

Envie uma mensagem agora e saiba mais! 

Facebook
Twitter
LinkedIn

Sobre o Autor

criação de sites em WordPress

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das novidades da Criação .cc

Utilizamos cookies para qualificar sua experiência nesta página e aperfeiçoar nosso site. Ao clicar em “ok, entendi”, você concorda com esta utilização. Mais informações podem ser obtidas em nossa Política de cookies.