Como usar dados para tomada de decisão na gestão de sites

Confira aqui como usar dados para tomada de decisão na gestão de sites e como atingir os seus objetivos de negócio no digital.

Estudo aponta que a tomada de decisão orientada por dados (DOD) consegue gerar melhorias entre 4% e 8% na produtividade. Erik Brynjolfsson e Kristina Mcelheran, especialistas responsáveis pela pesquisa, concluem que “dados melhores criam oportunidades para tomar melhores decisões”.

Nesse sentido, é importante que as organizações consigam coletar, armazenar e utilizar os dados de maneira estratégica para o sucesso do negócio.

Com os sites, não seria diferente; portanto, a sua gestão deve entender como o conteúdo produzido pelos acessos às páginas pode colaborar para tomadas de decisão mais precisas e assertivas.

Vamos conversar sobre o tema? Confira, abaixo, os tópicos que abordaremos nos próximos minutos:

Siga com a gente e descubra de que maneira o conceito — em inglês, data driven decision making —  é importante para projetos digitais.

A tomada de decisão orientada por dados na gestão de sites

O DOD é uma prática que tem como princípio a tomada de decisão orientada por dados. Isso significa que, além da experiência e intuição dos gestores, as resoluções do negócio devem ser baseadas nos conteúdos coletados.

Os dados, por si só, não fornecem tudo o que é necessário para uma tomada de decisão estratégica; por isso, é preciso um olhar humano e perspicaz sobre eles para que a gestão consiga chegar à melhor solução.

Assim, os gestores mesclam a sua expertise com as informações de que dispõem para alcançarem um resultado mais preciso.

Especialmente em relação ao universo digital, as informações “valem ouro”; dessa forma, todo o conteúdo relevante que puder ser coletado e organizado gera valiosas ideias ao projeto.

Como usar dados de ferramentas digitais para a tomada de decisão em sites

Em outro conteúdo do blog da Criação .cc , conversamos sobre a importância da coleta de dados. Na oportunidade, elencamos 5 ferramentas que colaboram para a captação de informações.

Agora, vamos conferir como cada um desses serviços pode ajudar os gestores em sua tomada de decisão. 

Google Analytics 

O Google Analytics é um serviço oferecido gratuitamente pela gigante da tecnologia. Após ser integrado ao site, ele monitora dados relacionados aos acessos — como origem do tráfego, comportamento dos usuários, entre outros.

A ferramenta está passando por atualizações e, em breve, o Google Analytics 4 (GA4) tomará o lugar do atual Google Analytics Universal (UA).

A versão mais moderna coleta dados dos eventos — em outras palavras, de ações executadas pelos visitantes, como cliques e rolagens nas páginas.

O Analytics é um serviço amplamente utilizado na gestão de sites porque possibilita a visualização de relatórios completos sobre os acessos e usos do site. 

Ao estudar as informações sobre engajamento, por exemplo, a empresa pode entender qual é o tipo de conteúdo que gera mais interesse e estimula a interatividade dos usuários. 

Os dados de pesquisa, por outro lado, trazem luz às principais questões levantadas pelo público e que não estão sendo localizadas facilmente pelos visitantes. 

Informações relacionadas ao público-alvo colaboram para que o gestor entenda melhor a sua audiência e estude maneiras de atender às suas demandas. 

Entre diversas outras possibilidades, o Google Analytics é uma valiosa fonte de dados para a tomada de decisão da gestão do site.

Semrush

Outra ferramenta bastante útil para quem trabalha com a internet é o Semrush. O serviço fornece dados do site relacionados ao Search Engine Optimization (SEO) — isso é, sobre otimização para motores de busca.

Então, depois de uma análise na URL escolhida, o Semrush mostra:

  • Authority Score 
  • Tráfego orgânico e tráfego pago
  • Palavras-chave ranqueadas
  • Backlinks

A ferramenta também apresenta detalhes sobre cada um desses e de outros tópicos, como: origem do tráfego; distribuição das palavras-chave por posição orgânica; principais âncoras de backlink; entre outros.

Além disso, é possível fazer auditorias de SEO no site e levantamentos mais aprofundados sobre conteúdos que colaboram para o melhor ranqueamento das páginas.

Nesse sentido, o Semrush abastece a gestão com informações importantes sobre o que gera a atenção, atração e conversão dos usuários.

Com base nos dados levantados, o gestor pode solicitar a correção de problemas de SEO e elaborar estratégias de conteúdo. Tudo isso, é claro, de maneira mais precisa e assertiva.

Vale destacar que o Semrush é um serviço pago; entretanto, você consegue usar algumas funcionalidades de forma gratuita.

PageSpeed Insights

Outro serviço disponibilizado pelo Google colabora significativamente para a coleta de dados imprescindíveis à saúde dos sites. O PageSpeed Insights aponta, em essência: 

  • Experiência dos usuários; e
  • Problemas de desempenho.

Para usar o serviço, basta acessar o PageSpeed e informar a URL a ser analisada; após alguns instantes, o Google aponta o que pode estar prejudicando o acesso às páginas.

Em relação à experiência do usuário, a ferramenta mostra a posição do site em relação ao Core Web Vitals, composto por: 

  • Largest Contentful Paint (LCP) — carregamento da página;
  • First Input Delay (FID) — interatividade; e
  • Cumulative Layout Shift (CLS) — estabilidade visual.

Além disso, o serviço gratuito indica quaisquer problemas que comprometam a performance do site — como baixa velocidade de carregamento, configuração de imagens, entre outros.

O serviço do Google não apenas sinaliza as falhas; ele também mostra como elas podem ser resolvidas e, assim, contribui significativamente para o bom desempenho do espaço digital.

Então, a gestão tem em mãos dados cruciais para fazer com que o site funcione da melhor maneira possível e proporcionando uma excelente experiência ao usuário.

Google Search Console

Seguindo o PageSpeed Insights, o Google Search Console também disponibiliza gratuitamente dados sobre experiência do usuário e Core Web Vitals.

Mas, o serviço ainda oferece dados relacionados à indexação, os quais são muito importantes para a gestão dos sites.

Como sabemos, as páginas precisam estar indexadas ao Google para que apareçam nas pesquisas realizadas no maior buscador do mundo.

O Google Search Console permite que a gestão consiga identificar quais conteúdos foram indexados e quais deles estão com dificuldades para a indexação.

É possível fazer pesquisas gerais sobre o site ou identificar, uma a uma, as páginas que precisam de atenção para esse ponto.

Assim, o serviço do Google mostra dados muito importantes para a análise de questões técnicas do site e que colaboram para a tomada de decisões sobre a sua saúde. 

Ubersuggest

Por fim, o Ubersuggest  é um serviço de auditoria de SEO. Ele pode ser usado em conjunto com o Semrush para geração de dados sobre ranking de palavras-chave, pontuação de SEO On-Page, análise de concorrência, entre outros.

Além disso, a ferramenta mostra oportunidades de SEO com base nos dados coletados, forma mapas de keywords, faz análise competitiva de sites e aponta várias informações relevantes.

Nesse sentido, gestores têm um rico material para estudar e tomar decisões relacionadas ao SEO e à criação de conteúdo para o site.

Da mesma forma que o Semrush, a ferramenta é paga, mas disponibiliza alguns recursos gratuitamente. 

Em resumo, os dados são imprescindíveis para que a gestão dos sites possa ter uma tomada de decisão estratégica e certeira.

Quer saber como a sua empresa pode usar esses e outros serviços de coleta de dados em seu site? Então, entre em contato e saiba como preparamos sites integrados às principais ferramentas do mercado.

Converse, agora mesmo, com um consultor da Criação .cc.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Sobre o Autor

Deixe um comentário